Eu e a minha Gallery Wall

Fotor_14724660646618

Finalmente mais um post sobre decoração! Quando completou um ano que me mudei para o apê novo, fiz uma super faxina e deixei a parede principal do meu quarto totalmente limpa para um novo projeto. Antes ela era ocupada por um quadro de cortiça em que eu fixei vários recortes de filmes, bandas e outras coisinhas. Como sou do tipo que enjoa regularmente da aparência das coisas, decidi tirar o quadro dali e tentar alguma coisa nova.

Minha ideia era ampliar o conceito do quadro de cortiça e fixar mais figurinhas, mas dessa vez na parede mesmo, fazer uma Gallery Wall diferente. Peguei muitas inspirações pela internet, com fitas pretas, quadros e mais um monte de coisas, mas não consegui me desprender da ideia de ter as minhas coisas favoritas ali junto de mim. Me inspira demais olhar para tudo o que eu adoro. Então com a ideia na cabeça fui em busca de imagens (dei preferência a ilustrações) de várias coisas que eu amo: filmes, bandas, livros, lugares, entre outros itens.

O Pinterest foi essencial para que eu achasse as ilustrações que eu queria e foi muito difícil me controlar na hora de escolher as figurinhas, já que eu amava todas, mas como teria que imprimi-las coloridas, me controlei para não ficar muito caro. Por fim, fechei em 35 imagens, entre ilustrações e fotos, do meu mundinho colorido.

Fotor_147246598251775

Para imprimir, arrumei as imagens no Word e consegui deixar pelo menos duas por página, todas em seu tamanho original (procurei por imagens grandes). Foram 23 páginas no total. Encontrei uma copiadora perto da faculdade que cobrava um preço bom para imprimir tudo. Gastei R$ 12,50 por todas elas.

Depois o trabalho foi de recortar e cobrir as bordas com uma fita dupla face que eu tinha guardada aqui em casa. Nada que um filminho na TV não ajude a distrair. Usei uma tinta branca e um pincel (também guardados na minha caixa de DIYs) para pintar os dois preguinhos que prendiam o meu quadro de cortiça. A fita crepe eu usei para fixar as pontinhas para reforçar, já que a parede é texturizada.

Fotor_147246585278092

Fotor_147247527275036

Quando se trata de DIYs eu tenho capricho, mas sou muito intuitiva também. Então não fiz marcações na parede nem nada, só fui colocando primeiro as imagens maiores para delimitar o espaço e depois as menores para preencher o que sobrava. O resultado é esse que vocês estão vendo aí embaixo. Fiquei muito apaixonada pelo resultado, sério. Levantou totalmente o astral da parede, que estava branca demais. Já gostei muito de paredes lisas, hoje em dia até as do banheiro eu preencho com alguma ideia legal.

Fotor_147246612061749

Fotor_147246643048426

Fotor_147246648635864

Espero que eu tenha conseguido inspirado vocês de alguma forma. É sempre bom dar vida e uma cara nova ao que a gente tem de antigo. E lembrando que nenhuma das duas fitas (dupla face ou crepe) estraga a parede, já usei as duas antes e pelo menos por aqui foi supertranquilo. Em breve trarei mais algumas inspirações para preencher paredes e outras coisinhas mais.

Crystal Ribeiro

Anúncios

Como transformar uma mesa de plástico

Sempre fui muito ligada em trabalhos manuais desde pequena. Quando entrei no mundo da internet descobri que o que eu gostava de fazer se chamava D.I.Y. (ou Faça Você Mesmo). Desde que eu me mudei há alguns meses, não parei de ter ideias para decoração do meu quarto com coisas baratinhas que eu podia fazer com o que tinha em casa ou com o que pudesse comprar por bem pouco dinheiro. E assim surgiram minha cabeceira, uma parede de quadros e outras coisinhas que fizeram do meu quarto mais a minha cara.

As inspirações vêm do Pinterest (o que seria de mim sem ele???) e de Youtubers incríveis que não paro de acompanhar. Talvez você conheça a Karla do DIYCore, a Paula Stephânia e a Maddu Magalhães. Se você não conhece, não perde tempo, elas sempre me fazem ter ideias geniais.

Essa semana eu reformei uma mesinha de plástico que há tempos andava perdida aqui em casa. Me lembro dela na casa da minha avó, branquinha, recém-comprada. Eu adorava usar ela nas minhas brincadeiras, eu devia ter uns 5 ou 6 anos quando ela chegou por lá. Mais de 10 anos depois ela já estava manchada, meio quebrada na parte de cima e por bem pouco não foi para o lixo. Então certa tarde tirei meu irmão do sofá e ele me ajudou a dar uma cara nova para a mesinha.

(Sabe esse adesivo aí em cima? Foi do aniversário de 2 anos do meu irmão dos 101 Dálmatas)

Antes dei uma boa limpada nela com um paninho, pena que não consegui dar um jeito na parte quebrada. Para pintar usei uma tinta spray amarela para plástico. Eu não entendo muito dessa parte, não sabia qual a de melhor qualidade, mas gostei muito do acabamento dessa ColorGim que eu comprei, tem uma cobertura boa. Brilhante, mas não muito. Se for pintar com tinta spray lembra de ir dando pequenos jatos dela, principalmente nas partes verticais, porque aí ela não corre o risco de escorrer.

20160325_075217
Paguei 26 reais nela

O resultado ficou lindo! A cor é maravilhosa, fazia tempo que eu queria colocar um pouco de amarelo no meu quarto. Estou num relacionamento sério com essa mesinha. E ela pode ter quantas milhões de funções eu quiser, como apoiar o computador enquanto eu faço trabalhos no tapete; apoiar as fichas da faculdade ou meus livros de arte; quando eu precisar usar o ventilador, ou posso simplesmente deixar ela sem nada em cima, linda e amarela.

20160325_074950

 

Muitas boas recordações vem dessa mesinha. Quem diria que depois de mais de 10 anos ela ainda estaria comigo? Dar cara nova à objetos é sempre uma delícia, ainda mais se eles tem um valor sentimental. É uma boa dica se você tem coisas em casa que já estão velhinhas, mas que não abre mão de jeito nenhum. Além de ficarem lindas, você sempre pode dar um sorriso quando olha para elas.

Começei com um D.I.Y. no blog, mas vem muito mais coisas por aí. Gostaria de dar as boas-vindas ao Flamingos no Café e espero que se divirtam bastante por aqui.

Crystal Ribeiro

<a href=”http://www.bloglovin.com/blog/14849501/?claim=uqfebevwbhf”>Follow my blog with Bloglovin</a>